Sem Essa de Amélia
Crônicas   Sexo   Para Eles   Politica Rosa   Twittezow   Naveguei   Entrevistas   Tem Direito   Vou de Free
As Cantoras do Rádio
reprodução



Hoje vamos falar sobre os vários tipos de beijo (inclusive gostaria de mandar um colar de beijos prazinimigas, muah!).

Você ainda se lembra do seu primeiro beijo? (tic tac, tic tac, tic tac, teeeeeempo esgotado)

Uma hora depois...

Tá, desistam ninhas (depois de tantas bocas, é difícil mermo lembrar). Na novela da sedução, o beijo pode ser o protagonista ou vilão. Quem não gosta de um beijo bem dado? Huuuuuummmm... E se tiver amor? Huuuuuuuummmmmmm²... #Atóórooooonnn . Um beijo muda qualquer astral. Rejuvenesce e embriaga. Faz voar com os pés no chão, faz suar levando-nos ao mais louco delírio (ui, abana!!!).

O beijo desvenda segredos ocultos e revela os melhores e piores desejos deixando a alma literalmente molhada (ainnn bê, que poético). Mas como nem tudo é poesia... o beijo pode ser o início de um tudo ou um NADA. E nada mais frustrante do que um beijo sem qualquer encaixe. Fizemos uma pequena listinha de alguns tipos de beijos que podem ser a ruína da pegação. Pega a visão ninha, foca na Amélia!

* BEIJO BABADO
Genteinnnn tem homem que parece que tem uma espécie de incontinência de baba ou faltou à aulinha de anatomia humana. O cabra não sebe diferenciar o que é boca do que é língua, do que é nariz e do que é testa. Resultado: baba sua cara TO-DI-NHA (Ecaaaaaaaaa!!!)

*BEIJO VAMPIRO DE QUINTA
Aquele famoso beijo que vai da boca até o pescoço. Vai mordiscando sua boca e quando chega no #percoço deixa aquele velho e constrangedor CHUPÃO (já posso pegar o caminho da DEAM? #meda).

*BEIJO MORDIDINHA
Morde tanto sua boca que você sai do encontro parecendo que fez botox . Cu-ru-zes!

*BEIJO MUSICAL
Dizem que uma boca não toca na outra. O cara fica soprando de leve a boca da parceira e a desocupada da parceira fica controlando o som, abrindo e fechando a boca. Entenderam? Oxe, nem eu (ôôô coisinho, se eu quiser ouvir som eu ligo o rádio de casa)

*BEIJO MR. M
A língua do cara some misteriosamente. Esse é um tipo de beijo que causa na mulher uma solidão terrível. O segredo é não se intimidar, fazer o MacGyver no “Profissão Perigo” ou o Tom Cruise no “Missão Impossível” e resgatar a língua do companheiro.

*BEIJO LÍNGUA DE SOGRA
É uma língua que aparece de vez em quando, lá no céu da boca, faz cocegas e depois se pica.

Resumo da opera: muitas pessoas tem dificuldade na hora do beijo. Mas não, não se preocupem. A experiência vai melhorá-los. É como tudo na vida. O negócio vai acontecer de forma natural. A gente sempre melhora com o tempo. Tá duvidando? Olha uma foto sua de uns 10 anos atrás. Só prestem atenção nas condições do beijo. Condições essas imprescindíveis! Quais? Boca limpa, hálito refrescante e uma dose de sentimento. Um beijo com sentimento estremece qualquer alma... E é tão mais gostoso...
 

Por PK Souza
( 0 )
11/03
às 16:43

Tem DR no Facebook!

E que atire o primeiro mouse quem nunca teve uma DR por causa do Facebook!

 

Dizem que o facebook é o verdadeiro rei da paquera e da pegação (ferramenta ótima PRAZINIMIGAS que estão há anos encalhadas tirarem o atraso, saírem da seca eterna). Dizem também que ele é responsável por 50% dos términos dos relacionamentos, por 30% das traições (cornos, chifres, "só uma amiga", sofrência, baratinos e afins) e outros 20% eu deixo por conta das "onçimigas". É isso mesmo que você leu ninha, as ON-ÇI-MI-GAS! Ou as amigas da onça que curtem e comentam todas as fotos do casal, que dizem torcer pelo relacionamento (#SQN), mas na verdade está fazendo todo tipo de mandiga (macumba, simpatia, agulhas, bonecos e bonecas de vodu) pra você terminar o seu namoro e finalmente (UFA!) pegar seu BOYzim (saravá meu pai, pé de pato mangalô 3 veiz, tá amarrado, queimado e acorrentado em nome de Jesus).

Passamos a vida inteira ouvindo os mais velhos dizerem que manga com leite mata. Que tomar café e beber água gelada deixa a gente com a boca torta. Que não pode chupar melancia e tomar banho. Eles dizem isso, por que não conheceram o verdadeiro poder dessa mistura Facebook e namoro.

Lá vem ela, uma leitora. Vá, despeje Ninha!

- Ahh Dona Amélia. Eu desconcordo! Esse texto é pra mulher ensegura e que não confia no poder do seu taco e no seu homem. Graças a Deus que esse não é meu caso.

 

Ôôôô gente, que lindaaaaaa!!! Você merece um abraço, vem cá. Nãooooooooo. Pera!

 

Primeiramente: é “eu descordo”. Segundamente: tu não é segura nem no português, que dirá do resto! A leitura e o choro são livres, falo mermo.

 

E quer saber? Essa história dá é pano pra manga. To be continued... (sou chique, portanto estou toda trabalhada no english)

 

Att,

Dona Amélia, a primeira e única.

 

 

 

Por PK Souza
( 0 )
Reprodução

dispenso as flores!

Dispenso suas marcações e parabéns com seus mimimis. EU quero é igualdade. Não quero ser estereotipada.
Recuso seus bombons com rótulo de mulher "sexo frágil". Quero apenas a liberdade de ir e vir, sem ser assediada, sem sofrer nenhum tipo de abuso por conta de ter nascido mulher. Quero mandar em meu corpo e gozar de minha liberdade sexual, mas não quero ser estuprada, violentada... assassinada. Não quero fazer parte de um padrão hipócrita dessa beleza, onde o que importa é o tamanho de sua BUNDA XG e do seu DECOTE GG. Não, você não é um objeto, MULHER!

Nesse dia de luta, eu só quero o seu respeito.... O ANO INTEIRO.

Obrigada. De nada!

Por Paula Kaline
( 0 )
17/09
às 16:00

Paraíso com nome Feira…

Feira de Marias, de Zélias, de Xicas, de Lélias, de Marcias, de Lucianas, de Josanas, de Antonias, das Georginas, das Quitérias...

Terra de Lucas, de Asa, de Carlos, de Mateus, de Angelos, de Romeus...

Feira de encontros, de encantos e desencontros.
Feira de Chico Pinto, de Cida, de Coleeirinho, de Marcos Morais, de Márcio, de Rafa, de Saudade.

Terra da cultura, da poesia, dos repentes, dos cordéis, das alegrias.
Feira da política, dos futricos, dos foxicos, dos disse-me-disse, de uma antiga província, ou de provincianos?
Terra do Samba, da MPB, do Rock, do Sertanejo, do Jazz, do pagode e do arrocha.
Feira da Estação Nova, do Tomba, da Cidade Nova e de tudo que é novo.
Feira dos Livros, dos bandos, das caminhadas, de Expofeiras, das grandes micaretas, de seu João e de seu Pedro.
Feira do Cuca, da Fundação, dos Museus, do Maestro, da Margarida e do Amélio.

Terra do Sertanejo, do vaqueiro, do boiadeiro e do agricultor.
Feira das Divas, da mulher negra, das primas pretas, da Parada que não é só dos Gays, da musicultura.
Terra do Gospel, do Sagrado, do candoblé, das religiões.
Feira do observatório Antares, você precisa, ver, ver, ver, ver, olha o Parque do Saber.
Feira mãe, má, drasta, biológica, adotiva.
Terra que abraça que acolhe e que também abandona.
Feira do esconderijo, dos entroncamentos, das manchetes nacionais.
Feira do Jô, do Bira, do Leonardo O pareja e do Caio da ‘bomba’.
Feira que faz chorar e também enxuga lágrimas.
Feira do Cazumbá, do Tanque da Lili, da Nação, da Santa Mônica e do Sim.
Feira da rapaziada, do copo cheio de uísque na balada, da modinha, da sainha drapiada.

Feira do por do Sol da UEFS, do calor do dia, do frio da noite, do luar bom pra namorar.

Mais uma primavera dessa Feira, que o povo ainda insiste em chamar de princesa.

Que não é mais uma menina há tempo, que já tem filhos grandes e pequenos, netos, bisnetos, tataranetos, todos pelo mundo.

Que já sabe andar sozinha por entre as margens do Rio de Jacuípe até a Nóide Cerqueira.

Quem te conhece, que te compre, que te vende, que te empreste Feira.

Quem te viu e quem te vê, quer viver, pra te ver ainda mais crescer.

Quem era tu minha Feira, tão pequenina, mirradinha...

Imaginei chegar até aqui, te ver crescer cheia de graça, formosa, bendita e virando uma Rainha!

Feira que te amo, minha Feira!

Por Paula Kaline.
( 0 )
17/09
às 11:00

Celular roubado, e agora?

Shutterstock

Como proteger informações.

Confira 6 dicas para proteger seus dados e impedir que alguém tenha acesso às informações sobre sua vida pessoal e profissional

Os smartphones e celulares têm sido, na maioria das vezes, alvo dos assaltantes em roubos e furtos nas grandes cidades. Em São Paulo 18 celulares, aproximadamente, são roubados por hora, segundo a Secretaria de Segurança Pública. Outro levantamento, feito pela empresa especializada em segurança digital F-Secure, mostra que pelo menos 25% dos brasileiros já tiveram um celular levado.

Infelizmente, ninguém está livre de um dia poder ser parte desta estatística e a verdade é que com a quantidade de aplicativos móveis disponíveis, cada vez mais informações são armazenadas no dispositivo e uma vez tendo seu celular roubado, muitos dados, como telefone de familiares e amigos, trocas de mensagens e dados de GPS indicando seus caminhos podem ficar armazenados e trazer uma série de dores de cabeça.

Como resistir a entrega do aparelho não é uma ação nunca indicada, é importante saber como bloquear o celular para proteger seus dados e impedir que tenham acesso às informações sobre sua vida pessoal ou profissional.

Confira algumas dicas para evitar prejuízos maiores, caso passe por esta situação:

1) Descubra, anote e guarde seu IMEI

Todos os aparelhos têm um código contra roubos chamado IMEI – (International Mobile Equipment Identify), que pode ser encontrado na nota fiscal, na caixa ou sob a bateria do aparelho. Assim que seu celular for comprado, descubra e anote esse número em um lugar seguro. Outra forma de descobri-lo é digitar *#06# e o numero aparecerá.

Com este número em mãos, esta é a forma mais rápida de bloquear um celular roubado. Após este procedimento, faça um boletim de ocorrência (BO) na Polícia Civil para provar que, caso ele seja usado de forma ilícita, ele não está mais sobre seus cuidados. Feito isso, o próximo passo é ligar ou comparecer a uma loja de sua operadora com os números de BO e IMEI em mãos para bloquear o telefone e o chip.

2) Também é possível bloquear pelo gerenciador do sistema

É possível também bloquear os celulares remotamente por meio dos gerenciadores do sistema. Para qualquer sistema operacional é importante cadastrar e configurar sua conta o quanto antes:

• Para Android

O bloqueio deve ser feito por meio do Android Device Manager, do Google, fazendo login com a conta registrada do aparelho e clicar no item de configuração de bloqueio e limpeza.

• Para iOS

Usuários dos aparelhos da Apple devem entrar na iCloud de outro aparelho e, fazer o login na AppStore ou iTunes e clicar em “Buscar meu iPhone”, que marcará seu aparelho com um ponto verde no mapa. Clique no “i” e siga as orientações.

• Para Windows Phone

Basta acessar a opção “Localizar meu telefone” na loja virtual do sistema da Microsoft. Depois de configurar o serviço será possível encontrar opções para “tocar”, “apagar” e “bloquear” o celular, seguindo as instruções.

3) Mantenha sempre um backup atualizado de seus dados e agendas

4) Não deixe senhas de bancos salvas

5) Baixe aplicativos gratuitos de rastreamento

6) Salve seus documentos importantes em aplicativos com senhas



Marcello Ursini - tem mais de 20 anos de experiência na área de Marketing e em empresas do ramo digital, além de MBA pela PepperdineUniversitySchoolof Business, de Los Angeles, Califórnia e graduação pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Atualmente, é o diretor-geral da
BemMaisSeguro.com, site de e-commerce, pertencente ao grupo ProtectYourBubble, que oferece seguros para smartphones, eletrônicos, pets e viagens.

 

Fonte: Administradores.Com

 

Por Marcello Ursini, Administradores.com
( 0 )
Reprodução
Por Acidez Feminina
( 0 )