Política Rosa | Sem Essa de Amélia
Crônicas   Sexo   Para Eles   Politica Rosa   Twittezow   Naveguei   Entrevistas   Tem Direito   Vou de Free
As Cantoras do Rádio

Política Rosa

26/08
às 14:00

Eleições 2014 (I)

Chapas sem o mínimo de candidatas mulheres podem ser impugnadas

Ministério Público pode impugnar candidaturas e até chapas inteiras que não apresentarem 30 por cento de candidatas mulheres


Além da ficha suja, outra regra pode impugnar não só as candidaturas, mas chapas inteiras. A chapa proporcional de partido ou coligação que não apresentar pelo menos uma candidata mulher para cada dois candidatos homens vai ser excluída da corrida eleitoral. O objetivo é reforçar a participação feminina na politica brasileira.

As mulheres representam 50% da população mas estão sub-representadas no Congresso. Dos 513 deputados, apenas 45 são mulheres - menos de nove%. Das 81 vagas no Senado, apenas nove são ocupadas por senadoras, o que dá só 11%. Desde 2007, a lei obriga partidos e coligações a ter pelo menos 30% de candidaturas do sexo feminino. Mas até 2010 isso não era respeitado. Agora, será a primeira vez que a justiça ameaça derrubar a chapa que não tiver 30% de mulheres.

O Ministério Público diz que vai impugnar o documento que atesta a regularidade dos atos partidários quando não for preenchida a cota de mulheres. Se a Justiça Eleitoral seguir este entendimento, terá que impedir essas chapas e coligações de concorrer às eleições de outubro.

 

Por Càmara dos Deputados
( 0 )
11/12
às 16:10

Defibri o quê?

O Desfibrilador Automático Externo (DEA) é um aparelho eletrônico portátil que diagnostica automaticamente as, potencialmente letais, arritmias cardíacas de fibrilação ventricular e taquicardia ventricular em um paciente. Além de diagnosticar, ele é capaz de tratá-las, através da desfibrilação, uma aplicação de corrente elétrica que para a arritmia, fazendo com que o coração retome o ciclo cardíaco normal. Quem disse isso foi a Wikipedia. Trazendo pra vida real? O desfibrilador ajudará no caso, por exemplo, de uma pessoa ter um mau súbito de ao menos tentar salvar a sua vida. Quem não lembra da historia do jogador do São Caetano o zagueiro Serginho de apenas 30 anos que morreu após uma parada cardiorrespiratória no jogo contra o São Paulo no ano de 2004? Serginho chegou com vida ao hospital São Luiz, em São Paulo, às 22h05, mas não resistiu e morreu às 22h45, após "manobras do protocolo de ressuscitação cardiopulmonar".

Ele não foi o primeiro jogador a morrer dessa forma. E não será o último. Sua morte serviu para algo: para o mundo esportivo se questionar se é ou não é necessário um aparelho como esse estar disponibilizado para o caso de necessidade. E a discussão se espalhou pelo país. O Ministério Público sugere e recomenda (já que não pode obrigar) que haja um aparelho como esse em locais onde circule um número grande de pessoas. Mas cada cidade ou estado segue uma norma diferente. Em alguns as Câmara Municipais e Assembleias Legislativas instituíram através de lei a obrigatoriedade da disponibilidade de um aparelho como esse em locais onde há mais de mil pessoas circulando. Existe um projeto de lei na Câmara dos Deputados que poderia dar fim a esse drama. Ela é de autoria do deputado Laércio Oliveira, do PR de Sergipe, e se aprovado tornará a disponibilização permanente de Desfibrilador Cardíaco Externo Automático em locais públicos. Como ele anda? Está desde o dia 31 de janeiro de 2012 nas Comissões de Seguridade Social e Família e Constituição e Justiça e de Cidadania. Pelo jeito não há nem previsão de ser votado.

Trazendo pra nossa realidade. Alguém aí já viu em algum lugar onde circula um grande número de pessoas um desfibrilador disposto para caso aconteça alguma coisa aqui na cidade de Feira de Santana? Na rodoviária? Nos transbordos? Nas casas de shows? Hum? Ou vai ser preciso morrer alguém? Melhor, já morreu né? Quem não lembra do senhor que morreu de um ataque cardíaco em frente a Policlínica do Feira X? Mas quem liga né, quem era ele? Só que se esquecem que, poderia ser eu, você, um irmão seu, um parente seu, ou meu... A velha mania do ser humano só sentir a dor quando é com um seu. Vale aqui a discussão pra nossa cidade. A cada dia que passa mais pessoas sofrem e morrem de problemas cardíacos em nossa cidade. Quando alguém vai se mexer?

Por Sem Essa de Amélia
( 0 )

A programação do Natal Encantado 2013 será iniciada nesta terça-feira, 10, em Feira de Santana. Serão mais de cem horas de espetáculos na cidade no período de 10 a 23 de dezembro. A partir das 16h acontece a apresentação do Coral do IRDEB (Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia) no estacionamento do Paço Municipal Maria Quitéria.

Logo depois será a vez da apresentação do Auto de Natal  do CUCA (Centro Universitário Cultura e Arte/UEFS). Às 19h, na Praça Monsenhor Renato Galvão (conhecida como Praça da Matriz) está prevista a apresentação do Balé do Teatro Castro Alves, com o espetáculo “A Quem Possa Interessar”. Em seguida será a vez da apresentação do grupo Badi Assad, de São Paulo-SP.

O Natal Encantado conta com um total de de 120 atrações em sete espaços diferentes: Praça da Matriz, Igreja dos Remédios, Espaço Cultural Marcus Moraes, Estacionamento da Prefeitura e Paço Municipal, Praça João Pedreira e Praça de Alimentação 

O projeto conta com a parceria do Governo do Estado da Bahia, através da Secretaria de Cultura e Fundação Cultural do Estado, Governo do Estado de Sergipe, Centro Universitário Cultura e Arte (CUCA) da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) e SESC Feira de Santana. A programação completa está disponível no site: www.natalencantado2013.com.br .

 

Por SECOM
( 0 )
04/12
às 12:47

Indústria de multas

No Jornal Folha do Estado de hoje foi publicada uma dispensa de licitação. Pra merenda escolar? Pra fardamento das crianças? Pra água pro povo da zona rural? Que nada gente, pra contratar uma empresa pra multar. É sim, é isso mesmo que você leu! Sabe esses radares que ficam espalhados pela cidade, alguns deles beeeem escondidinhos atrás de árvores, de placas de publicidade? Apois, pra a cidade não ficar sem essa fiscalização enquanto a licitação não é completada. Quem quer perder uma boquinha dessa né? E viva ao motorista feirense!!!

Por Sem Essa de Amélia
( 0 )
02/12
às 15:21

Parir

E coitada da mulher que precisa parir pelo SUS em Feira de Santana. Infelizmente em nossa cidade um dos momentos mais sublimes da vida de uma mulher se torna um pesadelo. Esse foi um tema bastante debatido na Câmara de Vereadores na manhã de hoje. Pois é, não tem leitos suficientes. Neinha, PMN, cobra do governo do estado a construcao imediata de uma maternidade de grande porte na cidade, dando inclusive a oportunidade das mulheres podem parir da forma mais natural possível com uma atenção especial. O que por sinal é uma ideia maravilhosa.

Pablo Roberto, PT, por outro lado diz que não se pode ficar cobrando apenas do governo da Bahia, se mexer e fazer alguma coisa. Ele mesmo disse que participou de várias reuniões para procurar uma solução. E até acharam uma, mas a Prefeitura nem deu atenção. Enfim, enquanto eles discutem e nada fazem, as mulheres ficam a mercê dos imprevistos.

 

É gente, é por essas e outras que as mulheres hoje em dia pensam dez vezes antes de parir...

Por Sem Essa de Amélia
( 0 )
Facebook

Me causou espanto o tratamento dado pela médica brasileira ao médico cubano quando ela, não se sabe com que intenção, divulgou em suas redes sociais uma receita dada por ele a mãe de uma criança de um ano. A princípio o que chegou aos nossos ouvidos é que na receita continha 40 gotas de dipirona, o que medicamente pode até matar uma criança de 10 quilos, que é o peso do menino. Comissão instaurada, investigação realizada, o médico é isentado. A explicação é que em Cuba é assim que se receita, ou seja, o total de gotas diárias. Na realidade as 40 gotas eram para serem dividas nas 24 horas do dia e apenas dada se o menino continuasse febril. A mãe teria que dar a ele 10 gotas de seis em seis horas. Essa mesma mãe disse que ele explicou isso direitinho a ela. E mais ainda: defendeu veementemente o médico pra quem quer que quisesse ouvir. Afastado a priori, ele voltou hoje para o bairro do Viveiros com toda honra e pompa. Um banquete e fogos o receberam.

Uma coisa eu sei: é inominável o que essa médica fez. Como assim, denunciar um colega na internet e sem a permissão de quem teria teoricamente sido o ofendido? Onde anda pelo amor de Deus a ética profissional desse país? Dá pra reclamar de políticos corruptos quando se tem uma postura tão indescritível como essa? São só médicos estrangeiros que erram? Quantos brasileiros tem erros mais grotescos todos os dias e não viram notícia? Não que um erro justifique outro, mas é correta a forma que achincalharam esse homem? Mas claro que quando não se concorda com algo, no caso o programa Mais Médicos que foi quem trouxe esse médico cubano ao país, a maneira mais fácil de se manifestar é tentando tirar méritos e créditos. E quer saber? Não tenho plano de saúde e sou sim muito a favor desse programa. Entre não ser atendida e ser atendida por um médico estrangeiro, por favor, me tragam cubanos, mexicanos, argentinos, chilenos ou qualquer que seja a nacionalidade. E aqui quero atentar: não sou a favor do programa Mais Médicos do PT, sou a favor de Mais Médicos para o povo, que no final de tudo isso é quem realmente precisa e precisa hoje, agora. Falar mal de um programa como esse com a carteirinha do plano de saúde em mãos é fácil, quero ver é depender do SUS pra ter atendimento. Agora me julguem.

Por Karoliny Dias
( 0 )
05/11
às 16:22

Buraqueira

Eu nunca vi um chão pra dar tanto problema como esse de Feira de Santana. E não é que mais uma vez foram discutir na Câmara de Vereadores de quem é a responsabilidade pelas ruas que ficam esburacadas depois que a Embasa faz as obras de saneamento básico? Pois é, o diferente é quem fez o questionamento. Foi o vereador do PT Alberto Nery. Em minha opinião ele não fez a toa, fez sabendo claramente quem é que tem que ‘reformar’ as ruas depois das obras. Então queridos leitores eu acho que isso quer dizer que se a Embasa fez abriu buracos em sua rua, fez as obras e depois deixou a buraqueira é da Prefeitura que você tem que cobrar o conserto. Deve estar no contrato.

Por Sem Essa de Amélia
( 0 )
04/11
às 15:19

Pacto da Feira. Onde?

E os vereadores de oposição tão começando a pegar pesado com o governo municipal no que diz respeito ao Pacto da Feira que eles dizem não estão valendo de nada. Segundo os vereadores nada está sendo feito para mudar a situação do centro da cidade. E continua tudo na mesma. O que é verdade, basta a gente dar uma volta a pé pra confirmar. Os governistas negam. Dizem que as coisas estão sendo feitas aos poucos, que como tem muita gente envolvida não pode ser feito nada sem diálogos...

Isso só não funcionou com alguns donos de barracas fixas pela cidade que, na calada da noite segundo o vereador Pablo Roberto, PT, tiveram suas barracas derrubadas. E enquanto o prefeito se preocupa com barracas fixas, os pequenos comerciantes tomam conta de todos os passeios da cidade inclusive aqueles que têm placas proibindo a instalação de ambulantes. Tá achando que é mentira? Cheguem ali naquele ponto de ônibus na A. Getúlio Vargas em frente à Praça de Alimentação. Diálogo todos nós sabemos que tem que ter, mas conversa só não resolve o problema. Que tal arrumar o local para eles ficarem? Eu sinceramente ainda não sei por que isso não foi feito. Sugestões têm-se aos montes, inclusive por parte dos ambulantes. O que falta é mais ação. E quem quiser que espere, espere, espere...

Por Sem Essa de Amélia
( 0 )
04/11
às 15:16

‘Isso é bonito viu?!’

Perdão. Foi o que o vereador Isaias de Diogo, PPS, deu ao vereador Wellington Andrade, PTN, depois que ele o acusou de ter invadido uma sala de reunião onde estava o secretário de Desenvolvimento Social Ildes Ferreira. Através de um ofício, Isaias pediu que o secretário esclarecesse a polêmica e foi o que ele fez. Ildes escreveu. “Não houve nenhuma invasão a sala de reuniões. O vereador adentrou a sala de forma educada e cortês para um rápido cumprimento. Desejo que essa querela com o vereador Wellington Andrade seja equacionada o mais rápido possível para o bem do legislativo feirense”. Correia Zezito concluiu a situação. “Isso é bonito viu?!”

Por Sem Essa de Amélia
( 0 )
01/11
às 16:21

Isso fede...

Eu nunca vi um lixo pra feder mais igual a esse de Feira de Santana. Parece até que fede mais do que o de todas as outras cidades juntas. É necessário até fazer sessão especial na Câmara de Vereadores para discutir o assunto. Li no site de Jair Onofre que iriam blindar a Sustentare, a empresa que detém através de licitação emergencial, a responsabilidade de coleta e fim do lixo da cidade. Fiquei na expectativa. Me decepcionei, claro.

O ex-vereador e hoje secretário de Meio Ambiente Roberto Tourinho tá com uma conversa diferente depois que foi pro lado do governo. Antes, a Qualix (hoje Sustentare) era a pior empresa do mundo. Hoje ela e seu aterro sanitário já não são mais culpados pela contaminação do solo, dos rios e riachos e do lençol aquático nas suas proximidades. Ele fica a menos de oito quilômetros do centro da cidade e pior, vizinho de bairros residenciais. E eles ainda querem ampliar viu?! E quer saber o que eu acho? Não vai dar em nada. A Sustentare vai continuar trabalhando em seu aterro, sem que ninguém a incomode. Escrevam aí. 

Por Sem Essa de Amélia
( 0 )